25 julho 2013

#Resenha: O Teorema Katherine.

Oi pessoal, finalmente eu trouxe a resenha do livro "O Teorema Katherine", esse livro estava na minha lista de julho e fique com medo de não ter tempo de ler. Enfim, eu terminei o livro rapidinho e foi a leitura mais engraçada que eu já tive.


Sinopse - O Teorema Katherine - John Green
Após seu mais recente e traumático pé na bunda - o décimo nono de sua ainda jovem vida, todos perpetrados por namoradas de nome Katherine - Colin Singleton resolve cair na estrada. Dirigindo o Rabecão de Satã, com seu caderninho de anotações no bolso e o melhor amigo no carona, o ex-criança prodígio, viciado em anagramas e PhD em levar o fora, descobre sua verdadeira missão: elaborar e comprovar o Teorema Fundamental da Previsibilidade das Katherines, que tornará possível antever, através da linguagem universal da matemática, o desfecho de qualquer relacionamento antes mesmo que as duas pessoas se conheçam.
Uma descoberta que vai entrar para a história, vai vingar séculos de injusta vantagem entre Terminantes e Terminados e, enfim, elevará Colin Singleton diretamente ao distinto posto de gênio da humanidade. Também, é claro, vai ajudá-lo a reconquistar sua garota. Ou, pelo menos, é isso o que ele espera.
O Teorema Katherine - John Green

Clique em leia mais.








Livro: O teorema de Katherine
Autor: John Green
Editora: Intrínseca
Páginas: 304.
Ano: 2013.









O personagem principal do livro se chama Colin, ele é aquele tipo de nerd que nasceu para ser prodígio, desde muito cedo já sabia ler e escrever e era fluente em diversos idiomas. Colin não tinha amigos, na verdade ele só tinha um: Hassan, um amigo engraçado e folgado que jurou jamais ir para faculdade.

Colin tem um terrível problema com relacionamentos, a) nenhum relacionamento dura tempo suficiente b) todas as suas namoradas se chamam Katherine. Depois de receber o décimo novo chute na bunda, ele resolve partir para um tipo de aventura com seu melhor e único amigo.

“Quando se trata de garotas (e, no caso de Colin, quase sempre se tratava), todo mundo tem
seu tipo. O de Colin Singleton não é físico, mas linguístico: ele gosta de Katherines. E não
de Katies, nem Kats, nem Kitties, nem Cathys, nem Rynns, nem Trinas, nem Kays, nem
Kates, nem — Deus o livre — Catherines. K-A-T-H-E-R-I-N-E. Já teve dezenove namoradas.
Todas chamadas Katherine. E todas elas — cada uma, individualmente falando —
terminaram com ele”.

Os dois pegam a estrada sem destino certo. Até aí tudo bem, então eles decidem visitar o túmulo de um arquiduque e lá eles conhecem a guia turística Lindsey, é aí que tudo começa.
Lindsey tem um namorado que se chama Colin, vulgo OOC, o cara é um brutamonte que arrumou alguns problemas para os nossos protagonistas.

Enfim, Colin decide que é hora de criar seu teorema, a intenção é que o a equação descubra quanto tempo o casal vai durar e quem é são os “terminantes” e os “terminados”. Ele trabalha muito nesse teorema, porém não obtém o êxito que deseja.

Várias coisas acontecem nesse tempo, eles arrumam um trabalho e até se aventuram em lugares que eles jamais foram.

Colin quer ser importante, quer deixar sua marca no mundo. –Isso me lembra um personagem de outro livro do John. – Junto com Lindsey, ele descobre qual o real sentido da vida e finalmente tem o seu momento “Eureca”.

Esse livro é um dos mais divertidos que eu já li, apesar de envolver um pouco de matemática nas equações malucas de Colin, é divertido.  Gostos dos livros do John porque tem uma narrativa mais jovial, é fácil se identificar com os personagens e a maneira que eles são. Hassan ganhou meu coração nesse livro, falando em coração...

“Ainda que, no geral, eu não goste de usar a palavra ‘coração’, a menos que esteja me referindo ao órgão que bombeia o sangue e bate-bate-bate, não há dúvida alguma de que a Katherine XVIII partiu meu coração...” 

Passei a madrugada toda lendo e não me arrependo, foi o primeiro livro do John que eu li sem chorar! Certo que eu fiquei bastante confusa nas partes de matemática, eu sou uma ameba nessa matéria. Até que o Colin tentou explicar, mas eu só entendi a função do teorema e isso já basta.

Espero que vocês consigam ter essa leitura divertida também, amei o livro e com certeza vai render boas risadas.  Beijos.

Avaliação: 5/5
Apesar dos horrores de gráficos e equações, tudo é explicado no final do livro, por isso nota máxima. 



6 comentários:

  1. Comprei e to esperando acabar Dezessete Luas para ler! Adorei a resenha :) Beijocass <3
    http://oblogdamandi.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Doido pra ler! Também não li "A Culpa é das Estrelas" ainda. Esses 2 são os próximos que eu irei comprar, sem sombra de dúvidas. Amei a resenha! Beijão!
    www.livrolatraapaixonado.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esses livros são os meus bebês. <3
      Beijos

      Excluir
  3. Estava indecisa sobre o livro, mas sua resenha me convenceu, pretendo ler em breve!!

    beijoss

    ResponderExcluir
  4. Já lí!!!tbm amei esse livro! Só nao curti um pouco aqueles rodapés, alguém eram até engraçados, mas outros eram fuging idiotas! Mas tirando eles a história é super FUUGG! Rs
    Www.estantedividida.blogspot.com

    ResponderExcluir